ePrivacy and GPDR Cookie Consent by Cookie Consent

Incêndio criminoso atinge área do Aterro de Inertes em Assis


  • 19/06/2019 - 15:56 | Atualizado em 19/06/2019 - 16:38
  • Informação publicada há 1269 dias

Foto: Departamento de Comunicação

Nesta quarta-feira, 19, foi comprovada ação criminosa ocorrida no Distrito Industrial onde fica o Aterro de Inertes da Prefeitura de Assis, um incêndio de grandes proporções que atingiu grande parte daquele local.

A Prefeitura alerta para os riscos ocasionados pelo fogo e pela fumaça, uma ação praticada por terceiros e que afeta o Meio Ambiente e toda população.

De acordo com o secretário Municipal de Agricultura e Meio Ambiente, Fábio Nossack, infelizmente com a atitude criminosa de terceiros quem paga é o Meio Ambiente, que após pericia do ato criminoso, foi comprovado que o material utilizado para provocar o incêndio é altamente inflamável.

“Todas as medidas já foram tomadas para que o fogo não se alastre para outros pontos, mas a ação criminosa deixou grande parte do Aterro sob cinzas. Mesmo sabendo dos riscos e danos provocados pelo fogo, lamentamos que ainda haja pessoas maldosas que agem contra a natureza e a saúde da população. É crime colocar fogo em qualquer área, seja no Aterro de Inertes ou em qualquer terreno da cidade, isso é crime”, desabafa Fábio.

O prefeito José Fernandes se indignou com tamanha maldade e pede que a população propague e intensifique a importância de não se colocar fogo em nenhum local, seja na cidade ou na zona rural.

“Precisamos fortalecer a importância de cuidar do meio em que vivemos, pois uma ação criminosa como esta ocasionou prejuízos avassaladores para a natureza e inclusive nossa cidade”, enfatizou o prefeito.

Para cada tipo de resíduos a Prefeitura tem o local correto para descarte.

Denúncias e mais informações pelo número de telefone e WhatsApp  (18) 3324-3355.


Aplicativo

Atendimento ao Cidadão, 24 horas.

Acesse aqui

Informativo

Receba as notícias da Prefeitura.

Acesse aqui

AssisDigital

Catálogo de Serviços Digitais.

Acesse aqui

Curta