Avanço do COVID-19 vai determinar flexibilização do isolamento social em municípios de SP


  • 24/04/2020 - 09:00

Foto: Departamento de Comunicação

De acordo com o governador João Dória a flexibilização do isolamento social por conta do COVID-19 será feito em etapas, após planejamento de reabertura gradual dos setores produtivos, com autorizações específicas para cada região do Estado de São Paulo, e vai depender, principalmente, do avanço da doença em cada município.

O governador informou ainda, em coletiva de imprensa, que no dia 8 de maio, período que antecede o final da quarentena, serão elencados, com detalhes, os estabelecimentos que poderão voltar a funcionar no dia 11 de maio e em quais regiões.

"Numa pandemia como essa, quem determina os nossos passos são a saúde e a medicina e assim continuará sendo a partir de 11 de maio, após o término da atual quarentena que vai até 10 de maio. Vamos levar em conta situações locais, regionais e setores que possam retornar a economia com as devidas medidas de proteção", considerou Doria, em coletiva.

Segundo a Secretaria de Comunicação do Estado de São Paulo, um dos parâmetros para restabelecimento de abertura de alguns seguimentos comerciais vai depender, além do avanço da doença, do índice de isolamento social de cada município com mais de 100 mil habitantes, como é o caso de Assis.

Aos municípios que estão descumprindo o Decreto do governador, a assessoria informa: “Insisto ainda nas orientações referentes a municípios que estão descumprindo a Quarentena e flexibilizando por conta própria. O Estado deve inibir isso, o mais rápido possível, antes de vir a reabertura do comércio, aos municípios que estão obedecendo a lei e cumprindo o Decreto na integralidade”.

Em Assis, o prefeito José Fernandes tem informado que vai seguir o Decreto do governador, pois o Município deve obediência ao Estado.

“Eu estou muito sensibilizado com o drama que se encontram nossos comerciantes. Estamos vendo que muitos já estão sendo prejudicados e terão dificuldades para passar esse período de pandemia, mas eu sou obrigado a seguir o Decreto do governador, mesmo porque o Ministério Público do Estado de São Paulo já determinou aos prefeitos que obedeçam ao Decreto Estadual. Eu entendo que Assis tem particularidades que precisam ser analisadas pelo nosso governador, mas nesse momento não posso flexibilizar. Tenho que fazer cumprir o Decreto Estadual e aguardar novas medidas que ele deve anunciar no dia 8 de maio”, diz o prefeito.


Informativo

Cadastre-se e fique por dentro das notícias da Prefeitura de Assis.

Acesse aqui

AssisDigital.com

Conheça o Catálogo de Serviços Digitais. É fácil e prático.

Acesse aqui

Curta