ePrivacy and GPDR Cookie Consent by Cookie Consent

Isolamento social em Assis cai mais um ponto percentual


  • 06/05/2020 - 17:03 | Atualizado em 06/05/2020 - 17:04
  • Informa√ß√£o publicada h√° 580 dias

Foto: Departamento de Comunicação

O isolamento social, medido pelo Sistema de Monitoramento Inteligente (SIMI), é o principal fator de avaliação para relaxamento das medidas decretadas no combate ao COVID-19 que na segunda-feira, 4, marcava 45%, caiu um ponto percentual e teve seu registro em 44%.

Algumas cidades vizinhas tiveram índices melhores, enquanto outras registraram índices piores.

Ourinhos manteve por uns dias a média de 60%; nessa semana ficou nos 50% de isolamento.

Marília se equipara a Assis nos dois últimos dias, 44%, e Presidente prudente  está há dois dias registrando 40%.

O prefeito José Fernandes demonstra grande preocupação com esse baixo nível de isolamento, por dois motivos. “Primeiro porque onde há pessoas circulando há vírus circulando também, o que agrava a possibilidade de transmissão da doença. Segundo, que dependemos de um índice de isolamento mais alto que 50% para retomarmos a economia do Município. Sendo assim, eu peço, se puderem fiquem em casa e só saiam aqueles que precisam trabalhar. Vamos juntos aniquilar esse vírus e restabelecer nossas atividades”, aconselha o prefeito.

Segundo o Governo do Estado de São Paulo, na segunda-feira, 4, Assis estava entre as 20 piores cidades do Estado em seus índices de isolamento, muito abaixo do desejável, e pode sofrer em um futuro bem próximo com a não inclusão nos planos de relaxamento, previsto para a partir do dia 11 de maio.

O Governo considera que a média de isolamento social de cada município deve ser mantida acima de 50% para que haja relaxamento automático e gradativo das atividades, sob pena de estar excluído da flexibilização e retomada das atividades econômicas.


Aplicativo

Atendimento ao Cidad√£o, 24 horas.

Acesse aqui

Informativo

Receba as notícias da Prefeitura.

Acesse aqui

AssisDigital

Catálogo de Serviços Digitais.

Acesse aqui

Curta