ePrivacy and GPDR Cookie Consent by Cookie Consent

Saiba quando fazer exames para COVID-19


  • 04/08/2020 - 15:04 | Atualizado em 04/08/2020 - 15:29

Foto: Departamento de Comunicação

A Prefeitura de Assis, através da Secretaria Municipal da Saúde, mediante a pandemia do COVID-19, orienta a população a procurar atendimento médico na Unidade de Saúde mais próxima de sua casa ao persistir qualquer sintoma de gripe ou de resfriado ou piora de doença já existente, pois no início dos sintomas o médico e a equipe de saúde vão orientar e monitorar o tratamento, e indicar a data correta para realização dos exames.

Dr. Wilson Luis, médico infectologista da Prefeitura Municipal de Assis, membro do Comitê de Contingenciamento e Enfrentamento da Pandemia COVID-19, explica que no momento a Prefeitura dispõe de dois tipos de exames complementares para a elucidação diagnóstica da doença do Coronavírus. Ele afirma que a interpretação dos exames deve complementar a avaliação clínica, exame físico, investigação epidemiológica e na indicação ou possibilidade exames laboratoriais e imagenológicos (radiografia ou tomografia).

O médico enfatiza que para pacientes sintomáticos, dentre os testes disponíveis nas redes públicas de Assis, o teste RT-PCR para vírus respiratórios identifica ‘diretamente’ o vírus , sendo assim mais sensível e preciso no diagnóstico da doença COVID-19, devendo ser realizado com cotonete a sua coleta no nariz e garganta (nasofaríngea/orofaríngea) entre o 3º e 7º dia, a contar do 1º dia dos sintomas,.

Também disponível como exame complementar tem o Teste Rápido (TR) que identifica anticorpos (IgM/IgG) ou seja ‘desenvolvimento’ da imunidade, mesmo que o surgimento destes anticorpos seja em média a partir do 7º dia, este teste deve ser realizado a partir do 14º dia a contar do 1º dia dos sintomas, pois neste período há maior quantidade de anticorpos tornando mais sensível. Lembra o médico que estes exames podem ter resultado falso negativo e que o resultado negativo não exclui a doença, ou seja ,o paciente pode ter a doença mesmo com resultado negativo.

O médico doutor Wilson Luis insiste que deve ser respeitado o melhor momento para realização dos exames, assim como sua interpretação por um profissional competente, pois quem solicita ou realiza o exame deve interpretar e orientar o paciente.

Lembra o médico que casos leves ou moderados devem ser avaliados ou reavaliados por médicos nas Unidades de Saúde mais próxima ao domicilio do paciente, sendo encaminhado para UPA somente casos com indicação de internação justificada pelo médico que encaminha por critérios de internação e que os testes (RT-PCR ou TR) serão realizados respeitando o período ideal recomendado para sua análise determinado pela equipe de saúde.

“É compreensível a ansiedade do paciente na realização dos testes, mas cabe ao profissional da saúde neste momento valorizar a qualidade de saúde do paciente orientando-o a compreender a importância de ser feito no melhor tempo passando-lhe confiança”, diz o médico.

Dr. Wilson Luis faz um orientação: “a melhor  maneira de se combater e mitigar a transmissão da doença é manter as precauções de higiene com uso obrigatório de máscara e proteção de boca, olhos e nariz,  etiqueta respiratória, lavar  as mãos com água e sabão ou álcool gel 70% chegando ou saindo dos locais, manter o distanciamento social entre pessoas de até 2 metros evitando tocar,  e só cumprimentar de longe. Cito como exemplo ‘namastê’”.


Aplicativo

Atendimento ao Cidadão, 24 horas.

Acesse aqui

Informativo

Receba as notícias da Prefeitura.

Acesse aqui

AssisDigital

Catálogo de Serviços Digitais.

Acesse aqui

Curta