ePrivacy and GPDR Cookie Consent by Cookie Consent

GREVE DOS PROFESSORES: Justiça determina fim da greve e retorno dos professores à sala de aula

Decisão foi publicada nesta sexta-feira, 8, e impõe multa diária de R$ 10 mil em caso de descumprimento, ficando autorizado o apontamento da falta e desconto da folha salarial durante os dias não trabalhados pelos grevistas


  • 08/04/2022 - 20:32 | Atualizado em 08/04/2022 - 20:35

Foto: Departamento de Comunicação

O Tribunal de Justiça de São Paulo decidiu nesta sexta-feira, 8, que a greve dos professores da Rede Municipal de Assis é ilegal e, por isso, determinou o fim da paralisação e o retorno dos docentes às aulas, que estão suspensas desde 04 de abril. A decisão liminar é do Vice-Presidente do Tribunal de Justiça, Guilherme G. Strenger, e atende ao pedido da Prefeitura. Em caso de descumprimento, o judiciário determinou multa diária de R$ 10 mil, ficando autorizado o apontamento da falta e desconto da folha salarial durante os dias não trabalhados pelos grevistas.

O magistrado entende que o movimento grevista em Assis é ilegal porque, embora as negociações entre a prefeitura e o Sindicato estejam em andamento, com tratativas de todas as reivindicações pautadas pelos servidores da Educação, a greve se confirmou e continuou. Isso, segundo Guilherme, viola o artigo 3º da lei 7.783/89, já que existem tratativas em andamento e houve atendimento à pauta dos professores.  

De acordo com o prefeito José Fernandes já existe uma proposta de adequações de referências salariais em andamento na Câmara Municipal que será apreciada pelos vereadores.

 

Assessoria de Comunicação PMA.

 

 

 


Aplicativo

Atendimento ao Cidadão, 24 horas.

Acesse aqui

Informativo

Receba as notícias da Prefeitura.

Acesse aqui

AssisDigital

Catálogo de Serviços Digitais.

Acesse aqui

Curta